Como saber se o seu negócio pode se tornar uma franquia?

Você sabia que nem todo negócio pode ser escalado por meio do franchising? Nós já falamos sobre isso em um outro artigo! Mas aqui, iremos te ajudar a fazer um estudo de franqueabilidade, para saber se você pode mesmo transformar sua empresa em uma franquia.

Para saber se o seu negócio é franqueável, existem três indicadores essenciais que devem ser analisados: estrutural, financeiro e operacional. Vamos entender cada um agora!

Já que franquia boa, é franquia que dá dinheiro, vamos começar pelo financeiro! Não basta ser um bom negócio, ele precisa dar lucro, para você e para o seu franqueado. Analise friamente se seu negócio continuará com uma boa margem de lucro para o franqueado se:

  • Incluir de 6% a 10% de royalties, média de porcentagem mais comum entre as franqueadoras, sobre o faturamento bruto.
  • Incluir de 2% a 4% de fundo de propaganda sobre o faturamento bruto, que geralmente é o comum também.

Outro ponto importante no indicador financeiro é o payback, caso aumente o valor de investimento inicial em cerca de 130% do valor investido para começar o seu negócio, o payback ocorrerá entre 20 e 24 meses?

O investimento inicial precisa deste aumento considerável, pois o seu franqueado estará investindo em um negócio pronto, e isso incluirá o pagamento da taxa de franquia e de todas as melhorias que você fez em seu negócio, com todo o equipamento necessário para começar a operar.

Se você analisou o indicador financeiro e ele resulta em lucro para você e seu franqueado, agora analise a parte operacional do seu negócio:

  • Seu produto ou serviço é replicável em qualquer lugar do país?
  • Aumentando a demanda em 10 vezes, por exemplo, você consegue produzir e entregar da mesma maneira?
  • Qual o impacto financeiro para entregar seu produto em um lugar muito distante?
  • O que ou quem você precisa, para que seja entregue?

Certo, analisada a parte operacional, pense agora na estrutura: você tem estrutura para atender seus franqueados? É possível dar suporte a todos, não importa a região do país? Se sim, você está pronto para dar o primeiro passo!

 

ALGUMAS DICAS EXTRAS:

Lembre-se de estudar seu mercado: quem são seus concorrentes? O que, quanto e como vendem? Qual o share de mercado deles? Qual o público-alvo?

Antes de tudo, teste o seu negócio com o seu dinheiro, para poder replicá-lo, você terá que testar e reformular sua operação até que ela se consolide.

Após fazer todas essas análises, se o seu resultado for positivo, está na hora de começar! Mas não se esqueça de dois pequenos detalhes: abra o CNPJ próprio do seu negócio e registre sua marca no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Esses dois passos são essenciais para que qualquer negócio seja legal perante a lei.

 

Quer entender mais sobre esses três indicadores? Assista ao minicurso, clicando neste link, e aprenda com exemplos práticos de um franqueador com muita experiência de mercado.